Sobre Fábio Almeida

Fábio Portela é investidor desde 2006 e disponibiliza neste site seus conhecimentos adquiridos ao longo do tempo, seja com sua experiência, seja por meio das leituras que fez ao longo dos anos. O autor é mestre em Direito Constitucional e em Filosofia pela UnB, e atualmente cursa doutorado em Direito Constitucional na mesma instituição.

  • Eduardo

    Mais um excelente post!

    AMBEV me parece ser a empresa brasileira que tem a mais evidente vantagem competitiva durável e, logo, a mais digna de efetivamente se tornar sócio.

    Entretanto Fábio, vc disse em outro post que compra AMBV4… o fato de as preferenciais dessa empresa não oferecerem o direito ao TAG ALONG não o preocupa?

    Me lembro que há alguns anos, qdo seu controle foi transferido para uma companhia estrangeira, os acionistas ordinários (detentores do supracitado direito) foram beneficiados por essa troca de controle com um ganho de 15% na semana após o anúncio, enquanto os preferencialistas (que não tem TAG) foram penalizados pela diluição que resultou da compra da Labatt, com perdas de quase 30% no mesmo período.

    Abç.

  • Fabio

    Não me preocupa muito, hoje, porque já houve a aquisição pela InBev, e acho improvável que a Ambev seja vendida para outra empresa. Mas existe essa questão sim…

  • Erico

    Fábio,
    Otimo post! Parabens!!
    Ambev e Natura são empresas que precisam estar na carteira de quem pensa em LP!

    Me diga uma coisa, onde voce encontra os balancos de 10 anos atras?
    Estou estudando algumas empresas e nao achei balancos de anos distantes aos de hoje.

    Obrigado

  • Erico

    Outra pergunta Fábio,

    como o amigo comentou sobre AMBV3 e AMBV4, porque nao comprar AMBV3? É mais barata e tem liquidez razoavel!

    abs

    • Fabio

      Invisto nas preferenciais mais porque elas têm prioridade para o recebimento dos dividendos mesmo…

  • Fabio

    No site da CVM e da Bovespa estão disponíveis todos os balanços apresentados pelas empresas de capital aberto.
    Baixe o programa DIVEXT (no site http://www.cvm.gov.br/port/CiasAbertas/dado_100.a… e os arquivos IAN, DFP e ITR de cada empresa (no site http://www.bmfbovespa.com.br/cias-listadas/empres….

    Alguns sites de investimentos disponibilizam tabelas prontas com dados de vários períodos. Por exemplo: http://www.infoinvest.com.br/index.asp.

  • Fabio

    Como seria calculada a margem de segurança nesses casos? Utilizar o método de fluxo de caixa descontado não é mais "confiável" ao se analisar o valor de uma empresa e a margem de segurança?

  • Pedro

    Olá Fábio! Mais um excelente post!

    Parabéns pelo seu site, ele tem ótimos artigos e excelentes sugestões de livros…
    Eu concordo com a vantagem competitiva da Ambev, porém acho que ela tem um preço de ação muito alto (aprox. R$215,00). Comprando um lote mínimo de 100 já é um dinheiro consideravelmente alto. Você acha que eles estão perto de fazer um desdobramento dessas ações? Isto pode ter alguma implicação no longo prazo?

    abs

  • Pingback:

  • leo

    acredito que o fato de os lucros crescerem a uma taxa bem superior à das vendas é algo que nao se sustenta ao longo do tempo.. uma regressao à media das vendas é mais que esperada. mas mesmo assim isso daria em torno de 13 a 14% ao ano de crescimento, o que nao deixa de ser otimo, considerando as margens e os ROE’s fantasticos da empresa!

    • Fábio Portela

      Leo,

      Acho até razoável que os lucros cresçam a taxa superior às vendas, no caso da Ambev. Quase todo ano seus produtos têm o preço reajustado a uma taxa superior da inflação (e as outras cervejarias acompanham), o que justificaria um descolamento.

  • Pingback: