Você conhece o cheque especial disfarçado?

Todo mundo sabe que os bancos ganham dinheiro com o dinheiro de seus clientes. Eu não seria ingênuo, obviamente, de achar isso errado por si só. Afinal, as instituições financeiras existem justamente para poderem investir melhor o dinheiro que está à disposição das pessoas do que elas mesmas o fariam. Os bancos exercem uma função importantíssima na economia, ao emprestar o valor necessário para que outras pessoas e empresas possam crescer seus negócios e lucrar mais, empregar mais gente e dinamizar o mercado. [tweetbutton]

Infelizmente, contudo, certas práticas corriqueiras de nossos bancos não estão à altura da dignidade de sua função social. As instituições se aproveitam da falta de informação de seus clientes, ou mesmo de sua ingenuidade, para empurrar produtos financeiros desastrosos para sua vida financeira. E, claro, os produtos são anunciados como se fossem uma grande “vantagem” ou uma “comodidade” espetacular. Mas a verdade é que muitos desses produtos podem comprometer o seu futuro financeiro!

Recentemente, tomei notícia de que o Banco Itaú Unibanco deu um nome diferente para seu cheque especial. Ele se chama LIS. Mas a maneira como ele é oferecido aos clientes me deixou assustado.

Você mal termina de abrir sua conta na instituição bancária, vai dar uma olhada no seu sistema de acesso ao banco pela internet e tem uma — aparentemente — grata surpresa! Sem ter feito um único depósito, uma única transação bancária, você olha o saldo e vê R$ 5.000 a sua disposição, pra você sacar a vontade. O que você não sabe é que, para usar esse dinheiro, você precisa pagar juros extorsivos, que às vezes são superiores a 8% ao mês.

Esse crédito constitui aquilo que todo mundo conhece como “cheque especial”. Já ficou com medo, né? Para ter acesso a ele, você precisa contratar o serviço. Mas será que, na hora de contratar, você teria conhecimento do que estava contratando e, principalmente, dos custos para ter acesso ao crédito?

Subscribe to our mailing list

* indicates required Digite seu e-mail *

Vou pegar como exemplo a situação de um conhecido meu, que abriu recentemente conta corrente no Banco Itaú Unibanco. Logo após abrir a conta, chegou em casa e, ao abrir o sistema online do banco, pela internet, viu a seguinte tela:

wpid-Saldo-2011-01-10-08-00.jpg
Como você pode observar na tela, há a informação de que está disponível para saque R$ 6.990,00 (primeira linha), e que há uma linha com uma sigla esquisita, LIS, que também concede R$ 6.990,00 como valor disponível para saque (segunda linha). Na terceira linha, que descreve o valor “total para o saque”, com um asterisco que diz que o valor estabelecido ali equivale ao “Disponível para saque” mais o “misterioso” LIS.

Veja como a informação é confusa para o cliente do banco. Se o Total para saque é definido como a soma entre o “Disponível para saque” mais o LIS, isso significa que o valor “Disponível para saque” representa o valor total que o cliente tem depositado no banco. Afinal, não faria sentido que o valor disponível para saque, que é uma parcela da soma, fosse igual ao valor total para saque!

Mas é efetivamente o que acontece! Um desavisado que pense como eu descrevi acima poderia imaginar que tem depositado na conta R$ 6.990,00 e sacar uma parte desse dinheiro. Só que, se fizer isso, ele terá tomado dinheiro emprestado, pois, na verdade, ele não tinha saldo algum na conta: todo o dinheiro “disponível para saque” é, na verdade, o dinheiro do LIS (cheque especial).

Se o cliente desejasse saber quanto possui de saldo realmente, ele teria que tirar um extrato bancário pelo sistema, que traria a informação verdadeira:

wpid-Extrato-2011-01-10-08-00.jpg

Como você pode ver, no exemplo de meu conhecido, ele não tinha um único centavo depositado, mas poderia sacar R$ 6.990,00 no LIS.

O pior é que ele poderia ter se confundido realmente, já que o valor do LIS, no caso dele, é idêntico ao valor do seu salário. Ou seja, se ele não tivesse olhado o sistema de home banking assim que chegou do banco, quando a conta ainda estava zerada, e só verificasse seu saldo no dia em que o seu salário supostamente caísse, poderia confundir o dinheiro da sua remuneração com o dinheiro do LIS. Se seu patrão atrasasse o pagamento, ele teria tomado um empréstimo no “cheque especial” sem ter a menor noção do que estaria fazendo.

O sistema é tão confuso que não separa o dinheiro do cliente do dinheiro do LIS. Quem tem que controlar isso é o próprio cliente: se ele se confundir, pode entrar numa enrascada financeira na qual o único beneficiado é o próprio banco.

“Ah, Fábio, não tem problema nenhum! Afinal, para usar o LIS, o cliente tem que contratar o serviço!”

É verdade, o dinheiro do LIS somente poderia ser utilizado se o cliente contratasse o serviço. O problema é que meu conhecido nem contratou o serviço: aliás, ele só soube o que era o LIS alguns dias depois, quando chegou uma correspondência explicando o que era o sistema. Isso deveria ter sido explicado antes, e o sistema só poderia disponibilizar o dinheiro do LIS após a contratação! Mas o sistema é tão confuso que, mesmo contratando o LIS, o cliente pode se confundir em uma olhada rápida no seu home banking e achar que ainda tem dinheiro disponível quando, na verdade, não o tem.

A própria explicação do LIS é confusa. Olha o que diz o próprio site do Itau:

wpid-LIS-2011-01-10-08-00.jpg

Não há uma única nota explicativa sobre os riscos do empréstimo em prazos longos (essa não é uma exclusividade do Itaú, já que ninguém faz isso), e a nota ainda escancara que é “uma das formas mais baratas de tomar empréstimos por poucos dias”, atraindo o cliente da mesma forma que uma aranha atrai uma mosca para sua teia. Os valores das taxas de juros só são colocados lá embaixo da explicação (entre 6,78% e 8,75% ao mês, o que é um absurdo!).

Uma “tabela ilustrativa” ainda mostra como seria a evolução dos juros caso alguém pegasse o dinheiro emprestado por 10 dias:

wpid-Tabela-2011-01-10-08-00.jpg

A própria tabela leva a equívocos, pois se aproveita de certas predisposições das pessoas que as leva a cometer erros. Ao invés de mostrar a progressão da dívida ao longo de vários meses, a tabela mostra o que acontece quando alguém usa o LIS por alguns dias. Ela mostra que quem pegasse R$ 2.000,00 emprestados pelo LIS por 10 dias pagaria R$ 79,55 de juros, mas não mostra que essa mesma pessoa pagaria R$ 365,31 se não pagasse o empréstimo em 2 meses, ou R$ 1.108,00 em 6 meses (quase metade do empréstimo).

Claro, a situação que descrevi não é exclusiva do Itaú Unibanco. Outras instituições também fazem coisas parecidas, oferecendo título de capitalização como se fosse um investimento espetacular, ou cobrando taxas abusivas pelos serviços prestados. Além disso, adotam nomes diferentes para seus produtos: por que não chamar o título de capitalização de título de capitalização, mas de “Caixacap”, “Ourocap” (e tantos outros)? Por que não chamar cheque especial de cheque especial? Deve ser vergonha do produto.  Ao tomar conhecimento da situação pela qual meu amigo passara, senti que era meu dever cívico alertar nossos leitores para que conheçam direitinho todas as informações constantes de seus extratos e ao verificar o saldo de suas contas. Todo cuidado é pouco!

* Como parte da minha política de transparência com os leitores, informo que sou acionista do Banco Itaú Unibanco.

Opt In Image
Aprenda a investir seu dinheiro
Independência financeira ao seu alcance!

Organize sua vida financeira. Livre-se das dívidas e construa sua independência financeira com  e-book escrito pelo renomado educador financeiro Rafael Seabra.  De brinde, leve mais quatro e-books que ensinam a investir melhor!

Subscribe to our mailing list

* indicates required Digite seu e-mail *

Fábio Portela é investidor desde 2006 e disponibiliza neste site seus conhecimentos adquiridos ao longo do tempo, seja com sua experiência, seja por meio das leituras que fez ao longo dos anos. O autor é mestre em Direito Constitucional e em Filosofia pela UnB, e atualmente cursa doutorado em Direito Constitucional na mesma instituição.

  • http://www.polaticus.com.br Jeferson da Luz

    Hahahahaha

    Estes caras do Itaú são “LIS”os
    Nunca fui muito com a cara do banco, por causa da “pequena custódia” do tesouro direto, depois desta então…

    Abraço

  • http://investindo-todo-mes.blogspot.com/ http://investindo-todo-mes.blogspot.com/

    Olá Fábio,
    O BB também colocou na pagina inicial da minha conta corrente um baita valor e com a descrição junto do meu saldo “TODO SEU”,,, falar sério,, rs e depois dizem que trabalham para nos ajudar! rs

    • Fábio Portela

      É verdade! Eu mesmo sou cliente do BB. Pelo menos eles separam esse valor do saldo da Conta Corrente…

      • Rodrigo Sousa

        Bom, na verdade o Crédito “todo seu” do BB próximo ao extrato é Empréstimo Pessoal, e não cheque especial. Creio que é impossível confundir saldo de conta corrente com ele mesmo porque para utilizá-lo você precisa de uma série de comandos em terminal eletrônico ou home banking. Mas que existe uma certa confusão entre nomes existe. Outro dia um amigo me perguntou por que não abrira uma conta no Itaú Unibanco, porque para ele não cobravam tarifas. Quando olhei seu extrato perguntei: – E esse Max Conta aqui? e ele: – Ah! Isso aí não é tarifa não, isso daí é o Max Conta…

        Vai entender… (hehe)

        • Fábio Portela

          Verdade, Rodrigo. O problema é que muitas vezes o cliente não tem a menor ideia do que são as siglas e os conceitos que estão por trás dos créditos. O sujeito contrata o LIS sem saber que é cheque especial, e ainda acha que o Banco está sendo camarada com ele.

      • http://tiago gtiago04@hotmail.com

        boa noite fabio esse cara e um sortudo pois eu sou cliete do itau a 9 anos e nunca me deram o lis e tenho nome limpo, boa, movimentação não entedi o itau não e de da credito facil estou confuso ainda não acredito nesse valor pois itau eles não costuma dar credito facil desta forma eles fazer uma analise que da sua vida e depois muito sofrimento o credito e liberado . gostaria der ter um limite na minha conta .saber porque eu dise que ele e sortudo o itau tem roleta giratoria ela escolhe a que foi opremiado do lis .

  • Bruno

    Não cabe procon nisso aí não?
    Isso é tentativa descarada de induzir a pessoa ao erro.

    Fico impressionado de ver como o consumidor é maltratado nesse país, não só pelos bancos mas pela maioria das empresas.

    Ao invés de ensinarmos tantas ciencias sociais esquerdistas às nossas crianças, deveríamos ensinar o código de defesa do consumidor.

    • Fábio Portela

      Acho que dá pra procurar o Procon sim… mas provavelmente não daria em nada, já que o Banco ganha muito mais com essa prática do que pagaria em indenizações…

      • http://www.polaticus.com.br Jeferson da Luz

        O que pode ser feito sem sair da frente do PC é entrar no site do banco central e fazer uma reclamação. Quem sabe dê algum tipo de resultado.

        • Rafael

          É mesmo, quem sabe não dá em alguma coisa. Dá para ver que eles querem o tempo todo induzir ao erro. E as pessoas realmente se enganam. Vi pelo menos uns dois comentários abaixo de gente que está endividada por causa do engano.

          Era bom uma manifestação de rua, algum evento de esclarecimento dessas pegadinhas. Acho que isso poderia ser até estratégia de marketing. Quantas pessoas já não se sentiram enganadas por um banco?

          Mascarar produtos, em minha humilde concepção, chama-se ESTELIONATO.

  • http://www.valoresreais.com Guilherme

    Absurdo mesmo!

    Ainda bem que temos blogs como “O pequeno investidor” que nos alertam para tal tipo de truque!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

    • Fábio Portela

      Valeu, Guilherme! A propósito, o “Valores Reais” também tem dado contribuições relevantes para a educação financeira!

  • Erika Portela

    Parabéns pelo artigo, Fábio!!!!! Espero que mais pessoas possam prestar atenção nesses serviços após lerem seu blog.

  • http://www.financasinteligentes.com/ Finanças Inteligentes

    Muito bom alertar o pessoal pois esta é uma prática bastante comum entre os bancos. E não adianta utilizar o “cheque especial disfarçado” e depois reclamar com o banco dizendo que não contratou o serviço, pois se apareceu no seu extrato é porque existe alguma “brecha” que a área jurídica consegue suportar.

    Abcs,

  • Fábio Ferreira

    Acho que todos já sabem quais são os cheques especiais de todos os bancos, os nomes são tão populares, não precisa estar ali escrito CHEQUE ESPECIAL ITAÚ, CHEQUE ESPECIAL BANCO DO BRASIL, ETC…

    Acredito que o LIS é mais popular que fundo de ações da Vale ou Petrobrás ou até titulos de capitalização os produtos mais clichês dos bancos hoje, acho que a questão de utilizar quantias vultuosas ou não vai da pessoa, eu mesmo só gasto 1% de meus limites de crédito e 1% do meu dinheiro, ou seja, questão de educação financeira é o que falta aos brasileiros, brasileiro sendo dinheiro do salário dele, do limite cash, do cheque especial, do empréstimo pessoal, do consignado, de rendimento com beneficios, rendimento de investimento, etc quer é gastar, nossa só vejo gente indo a banco para sacar dinheiro benza deus não vejo um investidor ou poupador mexendo na guia investimentos dos caixas eletrônicos, putz então a culpa é de quem do banco?

    Não, da impaciência de poupar, gastar seu dinheiro ou do banco leva ao mesmo poçoi não ter fundos, se é de terceiros há acréscimo de juros, mas entre ficar zerado ou tendo dívida aumentando dá na mesma…

    Tinha que se mudar as coisas no Brasil, a mentalidade do povo deveria ser a que tenho como concepção do dinheiro – ganho o meu e guardo em investimentos ou coloco em poupanças forçadas para bens (Consórcios) assim multiplico meu patrimônio – ganho créditos das instituições financeiras vou lá e alavanco e adiciono ao que tenho investido e ganho em cima disto, vou lá e rapidamente já pago muito antecipado para diluir juros, virei para a instituição um ótimo pagador e sempre terei créditos para aumentar meu patrimônio mais o dinheiro que tenho investido e sempre o capital de terceiros e o meu capital estarão preservado mesmo que eu aumente meus gastos, dai vem a grande sacada sou um pão duro por natureza e prezo por tudo que entra e sai da minha conta e dos juros que ganho e que tenho que pagar, acho que tenho excesso de educação financeira, talvez por isso não me enrasco ao usar créditos e investimentos…

    Como tudo na vida precisa-se de controle e administração, fácil resolver o problema deste tipo de produto as pessoas aprenderem que não é sacar mais do que tem e os que outros dão a ela…

    Todo brasileiro deveria funcionar como um banco, ou seja, investir, tomar crédito para reinvestir, etc assim equipariariamos aos bancos…

  • Henrique

    Minha namorada caiu nessa, nao tinha contratado o LIS, abriu o bankline do Itau e achou que tinha recebido algum dinheiro a mais e o gastou. Ela acabou processando o banco e ganhou. Disse para o gerente se ver dinheiro no extrato dela vai gastar e nao vai pagar rs.

    • Elcio Barros

      Caro Henrique, vc poderia enviar os dados do processo para eu entrar na justiça contra o Banco Itaú pois este caso ocorreu com meu filho que tinha cc salário no Unibanco que foi transferido a sua revelia sem seu conhecimento ao Itaú e ele caiu nesta armadilha. Grato por isso pois se conseguirmos fazer uma jurisprudência quem sabe podemos pegar um advogado para fazer uma ação conjunta contra esta prática bancária.

  • Fábio Ferreira

    Nossa que desculpa de consumista, hein… uai quem disse que dinheiro que entra em empréstimo ou próprio será para gastar, se fosse para pagar contas ou fazer investimentos tudo bem, mas a questão dela acho que foi consumismo, mas quem manda ela ser consumista e não entender dos produtos do banco é fogo viu…

  • Fábio

    O que acontece se eu naum retirar o limite do Cheque Especil? Mesmo assim, algum valor é descontado da minha conta?

  • Giseli

    Boa tarde por gentileza utilizei este lis no valor de 1900,00 em fevereiro e agora o banco quer 7800,00 e eu achei um absurdo e para parcelar querem 12300,00 o que eu faço por favor estou desesperada não posso sujar meu nome.
    Aguardo ansiosa sua resposta

    • Fábio Portela

      Giseli,

      Tentem negociar com o banco, mostre sua situação financeira para o gerente e que você não tem a menor condição de pagar isso tudo. Tenho certeza que você conseguirá uma boa negociação. Se não der certo, vá ao PROCON e procure um advogado.

      Boa sorte!!

  • Péricles

    Realmente isso do LIS é complicado, sou cliente do banco Itaú a pouco tempo e realmente foi meio confuso quando comecei a usar minha conta, sem querer retirei 149R$ do meu lis felizmente minha taxa de juros é a menor e não retirei todo o lis, mas me esclareça uma pequena dúvida amigo,assim que for depositado dinheiro em minha conta corrente, por exemplo se for depositado 1000R$, automaticamente esse meu valor de 149 reais é coberto e dado como pago? assim como a cobrança de juros, e se não basta fazer o depósito ao valor referente para quita-ló? estou com essa dúvida a algumas semanas se puder ajudar fico agradecido. :D

  • Nika

    Olá Fabio, parabéns pelo artigo! É muito útil a todos. Gostaria de saber a sua opinião a respeito de ajuizamento de Ação contra Banco por juros abusivos. Devemos logo na inicial juntar pericia?

    Obrigada e fico no aguardo.

  • http://goolgle catia regina

    bom dia,parabens pelo artigo. comigo aconteceu deferente,
    não consegui abrir a conta no mesmo dia porque o sistema estava fora do ar,fiquei de voltar depois para terninar de assinar outros papeis e tudo mais.so que ao inves de receber o comunicado que o sistema havia voltado e estava tudo certo para eu assinar os papeis que supostamente estavam faltando,
    recebir uma ligação dizendo que eu estava devendo este tal de LIS que ate então eu não sabia o siguenificava.
    recebi a cobraça antes mesmo de teminar de abrir a conta!
    pois o cartão chegou depois e eu nunca desbloquiei o cartão
    recebi uma carta dizendo que meu nome se enctra no spc.
    por falta de pagamento do lis que eu nunca utilizei e nen
    sabia que existia!

  • Avila

    ola,

    eu sou estudante universitaria e aconteceu a mesma coisa comigo. Eu abri uma conta universitaria no banco santander, so que na hora de abrir a aconta o gerente nao me falaou nada sobre cheque especial e meses depois me ligaram dizendo que eu estava com um debito de cheque especial. EU fiquei espantada pois nem sabia o que era isso. inclusive ate colocaram meu nom no serviço de proteçao ao credito, eu fiquei estarrecida me ligaram varias vezes pra fazer um acordo de pacelamento da divida e agora to pagando por uma coisa que eu nao tinha ideia do que era. O que faco?

    • http://TIAGO gtiago04@hotmail.com

      avila sou cliete do itau a 9 anos e nuca me deram o lis ,tenho nome limpo,não entedi .sera que voceis são os sortudos .o itau tem roleta giratoria voce deve ter sido o premiado.eles medam outras linhas de credito predatado ,catão credito . use predatado ele da ate 60 dias sem juros cofira ser voce tem esse limites acredito que sim, pois lis e linha de credito mais dificil de cosegui no itau conheço o banco a 9 anos .LOGO VOCE SERA 5 ESTRELAS COM LIS VOCE VAI LONGE.

  • Maria Elena Bertão

    quando estudei matemática financeira, juros de 8% ao mês era definido como ágio e quem praticava ágio era chamado de agiota, então por quê será que as autoridades monetárias brasileiras permitem que o seu sistema financeiro pratique agiotagem sem tomar qualquer providência a fim de proteger a população?

  • joelma

    prezado Fábio. Eu peguei 120 mil em LIS e a 1 ano e meio, pago 10 mil de juros. Conclusão, os juros que paguei e pago até hoje ultrapassa o valor que usei de LIS. Agora não tenho mais o que fazer, pois meu dinheiro já foi todo para eles. Se entrasse na justiça será se daria em alguma coisa? Tento negociação há quase 1 ano e eles botam o dobro para quitar. Não sei o que fazer, não tenho mais um centavo e tive que pegar empréstimos em outros bancos para sustentar toda essa dívida. Help-me!!!

  • everton gomes garcia

    e verdade e so deus nesse negosio..

  • everton gomes garcia

    o banco não pode fazer estas coisas com seus clientes..

  • Lucas

    O banco deixa claro que é SUJEITO A ENCARGOS… todo extrato fornece a porcentagem em cima do valor utilizado… É um recurso que uso muito e com responsabilidade ele resolve muitos problemas, só precisa SABER USAR, não é porque vc tem um limite de R$ 7000 que vc tem que usar todo esse limite. Desculpa gente… mas é muito bem indicado que não foi dinheiro que caiu do céu.

  • Lopes

    Já faz dez anos que não pago juros!

  • Rafael

    Também acho uma exploração condenável essa que os bancos fazem. Mas pior ainda, na minha opinião, é o banco BMG, que tem estratégias agressivas de venda em cima de aposentados. Conheço duas pessoas que se aposentaram ao mesmo tempo, e coincidentemente, a partir daí começaram a receber as cartas e telefonemas do BMG, sem terem preenchido nada neste banco. (De onde pegaram o contato?) E a forma de apresentar o produto é sempre mascarando mesmo.
    Um colega de trabalho foi vítima de um golpe, envolvendo o banco. Tomaram um empréstimo em nome dele. E debitaram de seu salário. Bom, em breve ele receberá sua indenização.