O pagamento de dividendos reduz o preço da ação?

4 Flares Twitter 0 Facebook 3 Google+ 0 LinkedIn 1 Email -- Filament.io 4 Flares ×

Algumas pessoas acreditam que o pagamento de dividendos não é uma vantagem para o investidor em ações em razão do seguinte fato: o valor pago a título de dividendos é descontado do preço da ação. Por isso, a vantagem decorrente do pagamento dos dividendos seria anulada pelo desconto na cotação. A premissa de que o valor dos dividendos é descontado do preço é correta, mas será que a conclusão de que não valeria a pena receber os proventos também é?

Por que os dividendos são descontados no preço da ação?

Antes de responder à  pergunta, é importante compreender a razão de os dividendos serem descontados no preço da ação. Para explicar esse ponto, vou aproveitar uma metáfora bastante rural: imagine que você é um pecuarista e tem uma vaca que custa R$ 20.000,00. Alguns meses depois, seus empregados avisam que a vaca está prenha de um bezerrinho. Você concorda que, agora, o preço da vaca subiu um pouco? Afinal, o preço dela é composto pelo seu preço intrÃínseco (o preço da vaca), adicionado ao preço do bezerro. Se o bezerro custar R$ 3.000,00, isso significa que o preço do conjunto, agora, é R$ 23.000,00. No dia em que a vaca o parir, o bezerro será retirado dela e, com isso, o preço da vaca cai de R$ 23.000,00 para os R$ 20.000,00 originais.

O mesmo ocorre com os dividendos. Digamos que você tenha ações da Eletropaulo, cotadas a um valor de R$ 30,00 por ação. A empresa anuncia o pagamento de gordos dividendos no valor de R$ 3,00 por ação. No dia “com”, que é o último dia em que alguém deve ter ações da empresa para receber os dividendos. O dia seguinte é a data “ex” dividendos, a partir da qual alguém que investiu na empresa não tem mais direito a dividendos. Essa data equivale ao dia do nascimento do bezerrinho; como os dividendos não serão pagos para ninguém mais além dos que tinham ações da companhia no dia anterior, os dividendos são descontados do preço da ação. Como a ação estava cotada a R$ 30,00 e os dividendos correspondiam a R$ 3,00, a ação agora passou a ser negociada a R$ 27,00.

Os dividendos não determinam, sozinhos, o preço das açõesdividendos

Obviamente, esse é um modelo simplificado. Pode ocorrer de a vaca ser de um raça que, subitamente, começou a ser muito valorizada pelos fazendeiros da região, o que a levou a ser cobiçada. Com isso, a demanda por vacas daquela raça aumenta e, por essa razão, o seu preço, na gestação do bezerrinho, sobe para R$ 30.000,00. Se o bezerro passar a custar R$ 4.000,00, isso significa que, após o parto, a vaca valerá R$ 26.000,00 (os R$ 30.000,00 menos os R$ 4.000,00 que o bezerro vale).

Por que trabalhei com essa hipótese da valorização? Pelo simples fato de que isso também ocorre no mercado de ações, o que atenua bastante o efeito do desconto dos dividendos no preço da ação. Voltemos ao exemplo anterior. Os preços das ações não saõ estáveis, como suposto naquele exemplo: no dia em que a empresa anuncia os dividendos, é possível que o mercado goste da notícia e o preço das ações sobe um pouco, de R$ 30,00 até R$ 32,00 na data “com”. No dia seguinte, a data “ex” dividendos, é feito o ajuste e a cotação cai de R$ 32,00 para R$ 29,00, abatendo-se os R$ 3,00 a tí­tulo de dividendos.

Note que, nesse exemplo, o investidor ganhou R$ 3,00 em dividendos e perdeu R$ 1,00 na cotação da ação. Ou seja, ao contrário do que algumas pessoas supõem, o pagamento dos dividendos não empatou com a desvalorização da ação, mas garantiu lucros reais para o proprietário das ações da Eletropaulo.

O longo prazo anula o efeito do desconto dos dividendos no preço da ação

A rigor, o desconto dos dividendos na cotação das ações de uma determinada empresa só afeta o bolso dos traders, que negociam ações no curtíssimo prazo. E, mesmo assim, esse efeito só é percebido nas ações de empresas menos lí­quidas. No caso de empresas mais lí­quidas, que são mais negociadas, esse efeito é menos perceptível. Se a Vale pagar R$ 0,30 em dividendos e o preço de sua ação cair de R$ 42,00 para R$ 41,70, é bem possível que, se o mercado estiver otimista, no minuto seguinte os preço já voltem para a faixa dos R$ 42,00. A rigor o preço de uma ação depende das forças de mercado: se houver o desconto dos dividendos, mas o mercado continuar a negociar as ações da Vale a R$ 42,00, praticamente ninguém perceberá que houve o valor dos dividendos foi descontado.

Para pegar um exemplo real: no dia 11/08/2011, foi o dia “com” de dividendos pagos pela VALE5. Naquela data, o preço da ação estava em R$ 40,15. No dia seguinte (o dia “ex”), a ação estava cotada a R$ 39,16, ou seja, R$ 0,99 abaixo da cotação do dia anterior. A queda foi ainda superior ao valor pago a tí­tulo de dividendos, de R$ 0,9334 por ação. Para o investidor de curto prazo, portanto, o desconto significou um prejuízo de 2,5%. Mas quem teve paciência para esperar um pouquinho viu o preço chegar a R$ 40,99 no dia 01/09/2011, mais do que o suficiente para “compensar” o desconto.

Portanto, é simplório o argumento de que o pagamento dos dividendos anula os ganhos de quem os recebe em razão desse desconto. Esse argumento pressupõe que a empresa é estática e que seus lucros irão permanecer “parados” ao longo do tempo. Mas, no caso de empresas que mantém um crescimento razoável por anos a fio, esse raciocí­nio simplesmente não se aplica, porque o crescimento nos lucros (e, consequentemente, dos dividendos) mais do que compensará o efeito do desconto.

Fique atualizado!
Receba as novidades do blog e ganhe um e-book com nossos principais artigos!

Fábio Portela é investidor desde 2006 e disponibiliza neste site seus conhecimentos adquiridos ao longo do tempo, seja com sua experiência, seja por meio das leituras que fez ao longo dos anos. O autor é mestre em Direito Constitucional e em Filosofia pela UnB, e atualmente cursa doutorado em Direito Constitucional na mesma instituição.

  • http://www.meucombustivel.com.br Jeferson da Luz <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Jeferson da Luz</a></span></span>

    Muito bom. Bem esclarecedor

  • Jean Jacques <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Jean Jacques</a></span></span>

    Muito bem explicado, os dividendos somente interfere para quem é trader onde pode atrapalhar (caso ele não acompanhe o ativo) e pode ser favorável para vendas a descoberto, ou ponto de entrada para aqueles que gostam de trabalhar reversão de tendência.

    • Adonay <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Adonay</a></span></span>

      nâo abre espaço para venda descoberto, pois o valor também é descontado nas opções. E se vc estiver falando de ações, vender ações descoberto, saiba que o valor dos dividendos será descontado do seu bolso para pagar a quem vc alugou, pois o aluguel não lhe tira o direito aos dividendos.

      • Jean Jacques <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Jean Jacques</a></span></span>

        Me refiro a ações e estou e especificamente na data de ex e não na data com, por isso que abre margem para esse tipo de operação.

  • http://www.berliminvest.blogspot.com Berlim Invest <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Berlim Invest</a></span></span>

    Muito bem explicado o ponto. E é fato. E ainda existem alguns livros que detalham esse tipo de ponto, acredito que o Mercado de Ações em 25 Capítulos (deve ser esse o nome) retrata essa figura do pagamento de dividendos x preço da ação no dia seguinte. Não há uma EXATA correlação. Muito bem explicado!

  • http://www.bolsafinanceira.com/blog Felipe Medeiros <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Felipe Medeiros</a></span></span>

    Olá Fabio!! Muito bom o post, essa dúvida realmente bate em muita gente!

    Outro fator positivo é que no caso de você possuir 100 ações a 30 reais de Eletropaulo e serem oferecidos dividendos de 3 reais, então você receberá 300 reais. Como o preço da ação cairia para 27 reais, seria possível que você usasse o dinheiro dos dividendos para comprar mais 11 ações, fazendo com que sua participação aumente agora para 111 ações, que lhe garantirão um patrimônio maior quando as ações se valorizarem novamente (assim como você disse no post) e também um recebimento maior de dividendos na próxima distribuição! Pode parecer pouco a primeira vista, mas no longo prazo isso funciona como juros compostos e aumenta consideravelmente seu patrimônio!!

    Inclusive, se puder fazer uma sugestão para um post futuro, seria legal se fosse possível você fazer alguma análise nesse sentido.

    Grande abraço!
    bolsafinanceira.com

    • Fernanda <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Fernanda</a></span></span>

      Ou então pode vender as ações da ELPL4 com “prejuízo” contábil e compensar eventual imposto a pagar em outras operações.

  • fbalster <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">fbalster</a></span></span>

    ótimo texto. Cabe lembrar que se o investidor reinvestir os dividendos, estará criando uma fábrica de bezerros…

  • vntur <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">vntur</a></span></span>

    Nada impede que no dia em que a ação fique ex-dividendo, com o desconto no preço, que a ação seja negociada até mesmo acima do valor com, desde que aconteça algum evento favorável que o justifique. Ou estou errado?

    • Fábio Portela <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Fábio Portela</a></span></span>

      Certíssimo!

  • Pietro Guedes <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Pietro Guedes</a></span></span>

    Um excelente artigo.

    Conheço o blog há pouco. Mas estou gostando bastante.

    Parabéns!

    Abc.

  • Pingback: Buy and Hold e lançamento coberto de opções

    • Deusimar <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Deusimar</a></span></span>

      Olha não sou entendido desse assunto, mas penso que a distribuiçao do dividendo é mais vantajosa, pois o investidor pode comprar mais ações, além do do valor do dividendo ser livre de tributação, enquanto que o ganho de capital (valorização das ações) é tributado…

  • Eduardo Patriota <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Eduardo Patriota</a></span></span>

    Oi Fábio!

    Cara… não entendo uma coisa… é regra da Bolsa que a ação abra o pregão na data ex já descontando os dividendos…. ou esse desconto nada mais é do que o fluxo normal de compra/venda de pessoas que decidem se desfazer do papel na data ex?

    • Igor <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Igor</a></span></span>

      Olá,

      Fiquei com a mesma dúvida.

    • Mario <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Mario</a></span></span>

      Esse ajuste é feito automaticamente pela BMF, tanto que todas as ordens de compra e venda são canceladas para ninguém se sentir prejudicado.

      Seguindo com o exemplo da açao de 30,00 reais no ultimo dia com e que vai pagar 3,00 de dividendos, no dia seguinte o calculo da oscilacao dos precos terão como base 27,00 reais. Por exemplo, se a acao fechar no primeiro dia ex a 28,50, entao o resultado no HB vai ser valorizacao no dia de 5,55% (28,5/27) e nao desvalorizacao de 5% (28,5/39). Entao para que no gráfico historico de precos nao fique esses pulos de preços, toda a serie de preços do ultimo dia com para trás será multiplicada por 0,9 (no caso do exemplo dado). Isso é feito toda vez que há ajustes de dividendos. Assim, os preços históricos ficam cada vez menores.

      Por este motivo, todo grafico historico de preços já ajustados significa a valorizaçao total da açao, tanto a valorizaçao da própria açao quanto pela a que advém do dividendo auferido que é pressumido reinvestido no primeiro dia ex.

  • Andre Schwartz <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Andre Schwartz</a></span></span>

    O dividendo favorece e muito àqueles que vendem a ação à descoberto e não entregam-na de volta no dia ” com ” e tampouco alugam o papel. A multa é irrisória e assim o “crime compensa” neste caso . Muitas corretoras fazem isso, é uma forma de genho financeiro extremamente rápida. Se uma empresa paga por exemplo R$ 1,00 em dividendos, basta vender à descoberto aquela ação um dia antes , e no dia seguinte recomprar ela ao preço equivalente aos dividendos à menor, realizando um lucro fácil e de imediato. Uma grande injustiça do mercado !

  • João <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">João</a></span></span>

    Muito bem explicado.

  • Zeca <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Zeca</a></span></span>

    Para um investimento de longuíssimo prazo (10, 20 anos), com o fito de montar uma carteira para a aposentadoria, o investimento em ações boas pagadoras de dividendos (com a reaplicação dos mesmos) não seria interessante? Ou seja, focar exclusivamente nos dividendos e nos fundamentos da empresa, pouco importando o preço da ação no mercado, pois a intenção não é a especulação, mas a percepção dos dividendos no futuro.

  • Bullshit killer <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Bullshit killer</a></span></span>

    Li esse texto antes de conhecer a Bastter.com e depois que conheci li denovo e percebi você está propagando uma bullshit extrema, como o próprio Bastter diria. O dividendo não é de graça, é descontado do preço da ação. PONTO. O que vai acontecer amanhã ou depois da data ex/com é previsão de futuro de CP e isso é a pior coisa que se pode fazer na bolsa. Posso afirmar com toda certeza que este texto não contribuiu em nada para minha educação e sobrevivência na bolsa quando o li antes de conhecer a Bastter. Ah, mas a empresa é boa e os lucros vão continuar subindo. Legal, mas no curto prazo isso não muda nada. Me desculpe, mas esse seu artigo só reforça a tese bullshit de que, ah, o dividendo é descontado mas o preço sempre sobe depois. Pelamor de deus.

  • Mauro Santos <span itemscope="itemscope" itemtype="http://schema.org/Person"> <span style="display:none;"><a rel="author" name="comment_author" itemprop="name" href="" title="author">Mauro Santos</a></span></span>

    Fábio, uma dúvida em relação ao IR… se eu comprar uma ação a 20,00 e recebi dividendos no valor de 1,00 (é abatido este 1,00 no valor da ação que cai para 19,00) eu tenho que abater este 1,00 do preço médio de compra para apurar o lucro??? Se eu vender esta ação a 19,50 terei prejuízo se não considerar o abatimento de 1,00… agora se eu considerar o abatimento de 1,00 terei lucro de 0,50…