Dúvidas do leitor: onde investir R$ 1 milhão para a aposentadoria?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email 0 Filament.io 0 Flares ×

Hoje inauguro mais uma seção do site, onde tirarei dúvidas que nossos leitores enviam por e-mail. Eu as vinha respondendo também por meio eletrônico e, de vez em quando, escrevia um artigo para respondê-las, mas preferi arriscar esse novo formato. Espero que gostem! Em nosso vídeo de estreia, respondo a seguinte dúvida: os pais de um de nossos leitores estão prestes a se aposentar e devem receber, do INSS, apenas 3 salários mínimos de aposentadoria. Por sorte, o pai dele recebeu um terreno que vale R$ 1 milhão – e daí se segue a pergunta: o que fazer para garantir uma renda razoável para que os pais dele possam se aposentar sem se preocupar?



Opt In Image
FIQUE ATUALIZADO!
Insira aqui o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Seu e-mail não será divulgado. Sua privacidade é prioridade na política de transparência do blog.

Fábio Portela é investidor desde 2006 e disponibiliza neste site seus conhecimentos adquiridos ao longo do tempo, seja com sua experiência, seja por meio das leituras que fez ao longo dos anos. O autor é mestre em Direito Constitucional e em Filosofia pela UnB, e atualmente cursa doutorado em Direito Constitucional na mesma instituição.

  • Péssima idéia de fazer em vídeo. Quem acessa o blog de lugares onde não é possível baixar o vídeo(trabalho com proxy, celulares sem 3g) fica sem ver.

    • Fabio, tenho que concordar com o Rafael, eu também acesso o site diariamente, e o servidor da empresa bloqueia videos, a nao ser quer voce os hospedassem em um servidor proprio. Abraços

    • Estou com o mesmo problema… video não pode ser acessado do meu trabalho… e suponho que você deve comparar vários investimentos… tabelas e gráficos enriquecem bem a resposta que suponho que você vai dar…
      Abraços. Parabéns pelo blog.

  • Fabio,

    Gostei do video, mas faco minhas sugestoes…

    (1) menor tempo… esse de 12 minutos foi longo de mais! tente ser mais sucinto…
    (2) uma apresentacao melhor de voce seria interessante… usar uma camisa algo assim hehe isso eh bom pra voce, pois passa um ar de seriedade maior e pode render frutos no futuro… pense nisso!
    (3) usar junto com a imagem sua alguns slides powerpoint, das contas por exemplo algo assim… facilita pra quem esta ouvindo e vendo ao mesmo tempo!

    de mais parabens pela iniciativa!

    abracos,

    • Valeu as sugestões. Eu preferi fazer algo mais informal mesmo… a ideia do blog sempre foi de ser simples mesmo.

      Mas valeu pelas sugestões!! Penso em usar um powerpoint ou algo assim para facilitar a visualização. Mas esse foi um primeiro teste…

      Abraços,
      Fábio

  • Fábio, frequento constantemente o seu site a um mês mais ou menos.
    Antes de mais nada gostaria de te parabenizar pela iniciativa de ajudar outras pessoas em seus investimentos.

    Bom, a uns 2 anos que eu tenho estudado muito sobre alternativas de investimentos e em especial sobre ações (Longo prazo+Proventos).

    E neste caso do video eu fiquei com uma dúvida. Talvez não seria melhor nosso amigo leitor aplicar todo esse montante na poupança? Tendo em vista a idade de seus pais e seu perfil muito conservador. Falo isso, por que a poupança pagaria a ele por mês R$ 5.000,00, seria até mais simples e uma rentabilidade ainda maior.

    Mais umja vez parabéns!
    Abraço.

    • Fernando,

      O problema com a poupança é que ele não teria proteção alguma contra a inflação. A rentabilidade que computei nos cálculos já conta com o fato de que ele não vai poder usufruir de todo o rendimento dos investimentos, sob pena de consumir o principal. Ao longo do tempo, a poupança daria uma rentabilidade um pouco maior no início, mas depois o patrimônio principal seria paulatinamente consumido pela inflação – até o ponto que ele precisaria desaplicar do principal para poder pagar as contas dos pais.

      Um abraço,
      Fábio

  • Sei que vc deve de ter uma vida corrida e cheia de tarefas como todos.
    Mas não deixe de escrever artigos.
    De onde acesso não posso ver vídeos… to morrendo de curiosidade que só poderei saciar às 23H, quando chegar da faculdade.

    Super abraço, ótimo site. Iniciativa fenomenal!
    Tu é mestre mesmo Fábio.

    • Thales,

      Obrigado pelos elogios! Eu não vou deixar de escrever artigos: apenas passarei a, de vez em quando, publicar alguns em vídeo. Penso também em fazer um podcast com o audio desses posts, a fim de facilitar a vida de quem não tem acesso ao vídeo. Infelizmente, não pude fazer isso agora… aliás, se algum dos leitores souber de um podcast gratuito e fácil de usar, eu agradeceria!!

      Abraços,
      Fábio

  • A idéia foi péssima! Vou te dizer por que:

    1) uma explicação gravada em vídeo não poderá ser indexada pelos mecanismos de busca. Assim, caso um internauta busque alguma palavra que sua apresentação continha, seu blog não aparecerá no resultado da busca;

    2) imagine que eu queira re-assistir futuramente algum trecho do seu vídeo, pois lembrei-me que vc citava algo sobre um assunto qualquer nesse trecho. Como achar esse trecho no vídeo? Eu teria que correr o vídeo todo, correndo o risco de pular a parte que eu realmente procurava! Por outro lado, caso sua explicação estivesse escrita da forma tradicional no blog, bastaria correr os olhos no texto ou fazer uma busca (CTRL+F) na tela.

    3) Uso leitor de RSS para monitorar os blogs de minha preferência. Assim sendo, sua apresentação em vídeo ficaria de fora da minha leitura.

    Espero que reconsidere essa idéia futuramente ao fazer novos posts.

    Abraço e Sucesso!

    • Agradeço a opinião, Hugo! Mas, como eu já disse, não vou substituir os posts escritos por posts em vídeo. Apenas de vez em quando usarei o formato!

      Abraços,
      Fábio

    • Hein? o.O

      “3) Uso leitor de RSS para monitorar os blogs de minha preferência. Assim sendo, sua apresentação em vídeo ficaria de fora da minha leitura.”

      Só ficou fora do seu leitor, prq aqui trouxe o post e o video.

      ———-

      Fábio, excelente trabalho! Achei a idéia do vídeo muito interessante, ficou mto bom. Única ressalva pro tempo (ficou longo), e também senti falta de recursos de apresentação (slides, graficos, etc.) mas pra uma primeira produção ficou realmente mto bom!

      Grande abraço!

  • Ótima a idéia do video, mas, como o colega falou, alguns não tem acesso ao youtube do trabalho.

    Sugiro colocar também uma transcrição do vídeo para os q não conseguem assistir. O site do programa de TV Olhar Digital faz isso de uma forma bem interessante.

  • Olha, Fábio, sou super seu fã e amante da tecnologia. Seu blog é disparado o melhor para o público alvo a que se destina, mas rapaz, não se deixe levar por todas essas facilidades tecnológicas. Vídeo? Podcast? Como vc vai apresentar as tabelas e gráficos q vc (e seus leitores) adora num podcast?

    Não sou velho, mas tb não sou fan do conceito de “technology for technology’s sake” (refere-se a utilizar a tecnoloia simplesmente porque ela existe, sem agregar nenhum valor). Nunca abandone o bom e velho HTML!!

    • Valeu, Rod! Vou pensar aqui no melhor formato… mas não vou substituir meus posts por vídeo, fique tranquilo. A ideia é aproveitar esse formato (e os podcasts) apenas para responder a essas dúvidas, ou um ou outro tópico específico.

      Um abraço,
      Fábio

  • Também sugiro a transcrição acompanhando o vídeo, ou em link separado. De onde acesso (trabalho e smartphone) não dá para visualizar vídeos.
    Esse formato só para quem tem banda larga em casa.

  • Boa tarde, Fábio.
    Gostei do vídeo, que achei boa idéia.
    Penso, porém, que, para determinadas perguntas/respostas, os artigos sejam a melhor escolha, principalmente quando o uso de tabelas e de gráficos se fizer necessária para complementar a explicação.
    Acredito que, após analisar o assunto em pauta, você saberá escolher o formato mais indicado para cada caso.
    Parabéns pelo seu trabalho.

  • Fábio, se você estivesse no lugar do nosso amigo leitor, qual estratégia você usária?

    Abraço

  • Se você estivesse na mesma situação que o rapaz, que alternativas de investimento você usaria?

  • Fábio,
    nas figuras logo abaixo de:
    “Você também pode gostar dos seguintes artigos:”
    qdo o mouse passa por cima delas, tá redirecionando direto pro link!
    dá uma olhadinha aí!
    sobre o video, ainda não vi, já é a 3ª vez q não consigo ver por causa disso! =/
    []s!

  • Boa idéia Fábio,

    Uma sugestão é fazer videos com a duração de no máximo 05 minutos, pois o texto estava muito longo e no final eu já havia esquecido o que se falou no início!

    abços

    ITM

  • Gostei muito do formato em video … fica mais “pessoal” … diferente e melhor do que apenas ler !!

    O unico problema eh mesmo banda insuficiente.

    obrigado novamente Fabio.

  • Fábio, devo ficar isolado diante dos comentários anteriores. Gostei muito do vídeo. Não tenho como acessar do trabalho, mas em casa fica fácil. Não creio que 12 minutos seja muito para um vídeo.
    Parabéns!
    Em tempo: Também gostei muito da ideia do podcast.

  • Não acho que tenhas que apresentar melhor aparência pessoal. O conteúdo é muito mais importante. E isto tens mostrado, ao longo dos meses que te acompanho, que tens de sobra! Parabéns!

  • Eu aplicaria da seguinte forma:

    400.000 em ações que paguem bons dividendos.Diversificando em pelo menos 6 empresas,de preferência de setores diferentes e com bons históricos de gestão e baixo nível de endividamento.

    600.000 no TD e em CDB,sendo os CDB´s de bancos privados e no TD em NTN série B que é a citada no vídeo.
    300.000 em cada modalidade de insvestimento.

    Atenção!

    Para pessoas mais novas eu recomendo o inverso.

    PS:Fábio,acompanho seu blog a alguns meses e você esta de parabéns!Gostei muito do vídeo.

    Tenho a minha pergunta para você também!
    Tenho uma grande experiência no mercado FOREX.Acredito que consiga tranquilamente manter uma rentabilidade de 3% a 5% ao mês investindo nesta mercado.
    Gostaria de saber qual é uma rentabilidade que você considera excelente em termos mensais para a busca de uma constância.???

    Abraço e parabéns novamente!

  • Fabio, sou seu leitor assiduo, pois gosto da simplicidade no qual se expressa, mas prefiro os artigos aos videos(muito grande).
    Forte abraço!!!!

  • Olá, Fábio!
    Há uns bons meses acompanho diariamente o blog.
    Acho que a ideia do vídeo foi muito boa. Colocar um vídeo vez por outra vai ser legal.
    Como a postagem dos vídeos não vão ser tão frequentes como os posts, dentro de suas possibilidades, você poderia disponibilizar nos dois formatos, daí, vai atender a todos os públicos.

    • O problema, Flávio, é a falta de tempo mesmo. Agora mesmo estou com alguns projetos paralelos que estão me impedindo de postar com a frequência que eu gostaria. Até optei pelo vídeo essa semana por causa disso. Pra você ter ideia, eu demoro aproximadamente umas 2 horas para escrever um post; mas o vídeo, fiz em 20 minutos. Mas vou pensar na sua ideia.

      Abraços,
      Fábio

  • Parabéns pelo blog novamente. Mas prefiro por texto também viu. Se for postar vídeo, pelo menos tenta colocar um “resumão” em texto.

  • Acompanho esses artigos há algum tempo e sei que Fábio Portela é um crítico da caderneta de poupança como opção de investimento. Por isso não entendi por que sugerir uma carteira de investimentos em que 1 milhão de reais rendem cerca de 4.800 reais por mês, ou seja, menos do que o rendimento da poupança.

    • Não é o rendimento total. O rendimento total potencial é bem maior – mas uma parte dele é retido para combater a inflação.

      • Fabio
        Primeiro gostaria de agradecer pela resposta.
        Tenho uma opinião parecida com a do amigo Roberto Dufrayer, não entendi sua resposta a ele, você poderia esclarecer.

        • O ponto, Rafael, é que eu organizei o portifólio para que uma parte dos rendimentos – com os quais eu não contei – seja retida, aumentado o patrimônio e protegendo-o contra a inflação. Por exemplo, no caso das NTN-B, que embutem IPCA + juros, os juros são pagos ao investidor, mas equivalem apenas a cerca de 5% do total investido. A parte destinada ao IPCA apenas aumenta o capital investido. Por exemplo, digamos que alguém tenha R$ 100.000 investidos numa NTN-B que pague IPCA + juros de 5%, e que o IPCA é de 6% em um ano. Isso significa que o título paga cerca de 11% no ano, mas 6% são reinvestidos – de modo que, no ano seguinte, os R$ 100.000 valerão, idealmente, R$ 106.000,00 (capital + 6% do IPCA) e, assim, o rendimento também aumentará (os 5% do ano seguinte serão calculados sobre R$ 106.000, e não R$ 100.000). É o mesmo caso das ações: em anos bons, elas pagarão ainda mais dividendos do que nos anos anteriores, mas o montante original vai flutuar ao sabor do mercado – e, se for montado sobre ações conservadoras, é possível que seus preços subam relativamente constantemente. À primeira vista, parece que o portifólio perde da poupança, mas ele foi montado para ganhar dela no longo prazo. Espero ter esclarecido o ponto.

          Abraços,
          Fábio

  • Fábio,

    muito boa sua ideia. Parabéns! Vi que ganhaste algumas críticas em relação ao formato de vídeo, mas acho que vale a pena continuar. Tem coisas que ficam mais claras e fáceis de explicar em vídeo.

    Gostei muito da parte aos 2:38: “…e provavelmente vão viver de 20 a 30 anos, se tudo correr bem… (pausa para reflexão)… ou, espero eu, que vivam um pouco mais.”… hehehe… Pô! Tá querendo que os velhinhos cheguem a mais de 100, é? ;-)

    Gostei muito da tua proposta para os pais do leitor.

    Só pra te sacanear mais um pouco, eu usaria uma camisa, cortaria o cabelo e daria uma arrumada nos livros e naquelas sacolas da próxima vez. Ah! E coloca um porta retrato da patroa em um local visível pra fazer uma média com ela, pô! ;-)

    Grande abraço

  • Fábio uma outra opção de investimento seriam as LCI – LETRAS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO, que são isentas de IR p/ pessoas físicas e tem uma rentabilidade de 84% a 98% do CDI dependendo da instituição financeira, e com prazo mínimo de aplicação de 2 meses. Uma LCI que pague 83,50% do CDI líquido (valor que a CEF paga, para aplicação entre R$ 50 e R$ 100 mil) corresponderia a um CDB DI de 107,74%. Tb é uma opção de investimento conservadora de longo prazo e até chega a ganhar do TD em rentabilidade.

    Parabéns pelo vídeo ficou show de bola.

  • Boa noite,

    Leio a maioria dos seus posts e adoro os mesmos, gostaria de expressar minha preferência pelos artigos escritos, posso ler com calma sem ter de ficar voltando o vídeo quando não entendo algo, além de não encomodar as pessoas que moram comigo (geralmente leio sobre o mercado de madrugada).

  • Olá Fabio!

    Sempre visito seu blog e hoje resolvi postar para agradecer as valiosas dicas de investimentos.
    Adorei o vídeo, parabéns.
    Um abraço.

  • Fábio, entendi que no cenário montado por voce, os cálculos apontam para uma renda vitalícia, não só para os pais, mas também para os herdeiros, já que o principal é protegido. Não sei se isso foi uma premissa do leitor que fez a consulta, mas e se pensássemos em renda por apenas um período de 30 anos por exemplo ? Seria um cenário sem herança, para um casal sem filhos por exemplo.
    Obrigado e Parabéns pelo excelente trabalho.

Sua vez de comentar

O seu endereço de email não será publicado