Investir com pouco dinheiro é possível?


Muitas pessoas acreditam que é impossível investir com pouco dinheiro. Uma renda baixa decerto impõe certas dificuldades que pessoas com maior renda supostamente não teriam para investir e construir uma vida financeira estável. Mas a boa notícia é que é possível, sim, investir com pouco dinheiro. Basta diligência, perseverança e muita, muita disciplina para investigar as alternativas, organizar o orçamento e economizar.

Primeiro passo para investir com pouco dinheiro: aplicar em conhecimento

Como tudo nessa vida, o primeiro passo antes de fazer qualquer coisa é investir em conhecimento. Se você tem pouco dinheiro, antes de sair investindo no primeiro título de capitalização que seu gerente do banco oferecer, compre alguns livros. A maior parte dos livros do Mauro Halfeld e do Gustavo Cerbasi são muito bons para quem está começando e você pode adquiri-los por menos de R$ 100,00 – e, se necessário, pode até parcelar o montante. Outra opção, que também pode ser parcelada, é a compra de bons livros virtuais sobre investimento, como o “Como investir dinheiro“, do Rafael Seabra, que ensina os primeiros passos para quem quer começar a investir.

investir com pouco dinheiroÀ primeira vista, essa parece ser uma solução contraditória. Afinal, quem tem pouco dinheiro já tem pouco para investir, e ainda ter que “gastar” com livros parece não fazer lá muito sentido. Mas acredite: ter boas leituras, mesmo que introdutórias, é uma boa receita que vai trazer retorno mais adiante.

Além dos livros, procure bons blogs de investimento financeiro. Além de “O pequeno investidor”, você também pode acessar o HC Investimentos, o Quero Ficar Rico e o Blog do Beto Veiga, entre vários outros que vale a pena visitar. Dê uma olhada na lista de blogs recomendados na parte inferior da coluna da direita do blog.

Aplicar em conhecimento também pode ter outros reflexos: além de investir no conhecimento financeiro, é importante investir em conhecimento específico de sua área profissional, de modo a se tornar qualificado e pronto para conseguir uma promoção ou empregos melhores.

Passo seguinte: organize o orçamento

Adquirido um pouco de conhecimento, já é possível começar a se organizar. Elabore seu orçamento doméstico com bastante disciplina. Como o dinheiro é curto, não tem jeito: retire dele tudo aquilo que for desnecessário. Reveja suas contas e calcule se todos os seus gastos são efetivamente necessários.

Você ganha R$ 2.000 por mês e tem um carro? Não faz sentido: sua renda é insuficiente para manter seu automóvel. Lembre-se de que os gastos com ele vão além da prestação do financiamento (que normalmente já é alta) e combustível. De vez em quando o carro quebra, é preciso fazer seguro (sim, seguro é indispensável) e cuidar da revisão anual, além do IPVA. Isso tudo sai MUITO CARO para quem tem pouco dinheiro. Portanto, a regra é: se você ganha pouco, venda seu carro e volte a andar de ônibus.

Subscribe to our mailing list

* indicates required Digite seu e-mail *

Sei que para muita gente pode parecer que estou criticando a “nova classe média brasileira”, que conseguiu acesso a certos bens de consumo nos últimos anos, ou que é muito fácil para mim, que tenho um bom emprego e tenho meu carro, mas não é disso que se trata. Mesmo no meu caso, tenho um carro bastante abaixo do padrão de automóvel da maior parte dos meus amigos, para evitar comprometer minha vida financeira. E o comprei usado, por um preço muito abaixo do valor de mercado de um novo.

Nessa etapa de organização do orçamento e de retirar dele tudo o que for desnecessário, tente verificar o quanto é gasto com lazer e se esse valor é realmente adequado a sua vida financeira. Não que eu esteja dizendo para você e sua família não terem acesso a lazer, mas é preciso sacrifício para construir uma boa vida financeira com pouco dinheiro. Apenas verifique se não há alternativas de lazer mais baratas do que as que você tem buscado.

Veja também se não está havendo desperdício em sua casa, com comida, produtos de limpeza, roupas, etc. Roupa de marca? Nem pensar. Talvez pareça meio delirante o que estou falando – alguém com pouco dinheiro comprando roupa de marca -, mas isso acontece muito. Para ter acesso a um status para o qual não há condição financeira, muitas vezes uma pessoa com orçamento mais restrito acaba comprando produtos mais caros, só para “parecer que tem dinheiro”. Isso normalmente é um tiro no pé da situação financeira.

Outra coisa: antes de começar a pensar em investir, acabe com suas dívidas. Os juros da maior parte das dívidas – especialmente de dívidas de pessoas mais pobres, que apresentam maior risco para as instituições financeiras – são muito elevados e dificilmente alguém com pouco dinheiro conseguiria investir em produtos que rendessem mais do que os juros dessas dívidas. A ordem do dia, portanto, é: zere todas as dívidas e ajuste ao máximo seu orçamento para investir.

Em que investir com pouco dinheiro?

A maior dificuldade para investir com pouco dinheiro (além da restrição orçamentária, claro) diz respeito à escolha da modalidade de investimento. Quando você tem pouco dinheiro, a maior parte dos produtos financeiros se torna mais cara.

Por exemplo: o fundo do Banco do Brasil de curto prazo (BB Curto Prazo 200), com investimento inicial de R$ 200,00, cobra uma taxa de administração anual de 2,50%. Considerando que se trata de um fundo de renda fixa atrelado à Selic, lastreado em títulos do Tesouro Direto, isso significa que a rentabilidade máxima a ser alcançada por esse fundo, hoje, é de 7,50%. Ou seja, essa taxa de administração equivale a 1/3 de toda a rentabilidade a ser obtida com esse investimento. O mesmo fundo de quem tem R$ 50 mil para aplicar (BB CP 50 mil) cobra uma taxa de administração bem menor, de 1%. Ou seja, mesmo o Banco do Brasil, que deveria estimular a poupança e cobrar menos de quem tem menos a investir, acaba cobrando mais.

Como alguém pode investir com pouco dinheiro, então?

O primeiro passo é procurar uma taxa de administração menor. A boa notícia é que existe uma possibilidade: o Tesouro Direto. Ele cobra exatamente a mesma taxa de administração de quem é rico ou pobre, mostrando-se um instrumento bastante democrático de investimento. E a taxa é bem menor: em muitas instituições, é de apenas 0,50% ou até há isenção dependendo da corretora (confira as taxas de administração aqui). O Tesouro Direto tem outra vantagem: a sua rentabilidade normalmente é superior à da poupança, especialmente em títulos voltados para prazos mais longos, já que o imposto de renda é regressivo: quanto maior o prazo, menor o imposto. Além disso, é possível comprar títulos do tesouro direto por menos que R$ 200,00 (em alguns casos, até menos do que R$ 100,00).

Quem quer investir com pouco dinheiro para o curto prazo só tem uma boa alternativa: a poupança, que está, para investimentos posteriores às mudanças ocorridas no semestre passado, com uma rentabilidade atrelada a um percentual da Selic e, por essa razão, tende a render menos, no longo prazo, que o Tesouro Direto. Mas no curto prazo, como o imposto de renda cobrado no Tesouro Direto é maior, faz algum sentido investir na poupança.

Se você quiser investir em ações, a lógica é parecida. Alguns fundos de bancos cobram taxa de administração maior de quem tem menos a investir, mas é possível encontrar fundos que cobram basicamente o mesmo. Com pouco dinheiro, só invista diretamente em ações (comprando as ações individualmente, e não por meio de um fundo) se a sua corretora tiver taxa de custódia e de corretagem muito baixas. Se essas taxas forem altas, o valor delas pode corroer a rentabilidade de seus investimentos. Além disso, com pouco dinheiro é difícil ter uma carteira de ações equilibrada e diversificada. Por isso, no início talvez o melhor seja investir por meio de fundos de investimento em ações, sempre tomando o cuidado de não pagar uma taxa de administração muito elevada.

Outro ponto a ser salientado é que investir com pouco dinheiro pressupõe que se invista o máximo que se puder. Se sobrar um dinheirinho na conta no fim do mês, o destino dele deve ser o aporte para construção de patrimônio. Afinal, como já escrevi em outro post, R$ 100,00 investidos a cada mês podem fazer uma diferença danada no longo prazo…

Opt In Image
Aprenda a investir seu dinheiro
Independência financeira ao seu alcance!

Organize sua vida financeira. Livre-se das dívidas e construa sua independência financeira com  e-book escrito pelo renomado educador financeiro Rafael Seabra.  De brinde, leve mais quatro e-books que ensinam a investir melhor!

Subscribe to our mailing list

* indicates required Digite seu e-mail *

Fábio Portela é investidor desde 2006 e disponibiliza neste site seus conhecimentos adquiridos ao longo do tempo, seja com sua experiência, seja por meio das leituras que fez ao longo dos anos. O autor é mestre em Direito Constitucional e em Filosofia pela UnB, e atualmente cursa doutorado em Direito Constitucional na mesma instituição.

  • Flavio

    Os livros do Cerbasi e do Halfeld são fáceis de encontrar em sebos, por preços às vezes bem em conta.

    http://www.estantevirtual.com.br/

  • Anderson Albert

    Olá. Muito útil este espaço dedicado ao pequeno investidor. Parabéns! Fábio, segui o que recomendou, há + ou – uns 2 anos venho lendo muito sobre investimento em ações, tenho vários livros acerca de investir em ações e sou assinante da ótima Revista ADVFN, então já consegui acumular bastante conhecimento. Então decidi e consigo hoje guardar 40% do que ganho. Quero juntar um montante interessante para investir diretamente em ações que no meu caso será para longo prazo e formar uma carteira pagadora de bons dividendos junto com uma Small Caps por exemplo. Tenho interesse em comprar no máximo 3 empresas de setores diferentes ou dependendo do capital 2 empresas. Mas tenho um simples pergunta: Na sua opinião, encontrada uma boa corretora com valores de taxa e custódia justa, para investir diretamente em ações um capital em torno de 10 mil seria suficiente? Meu objetivo é uma vez analisada a empresa com análise fundamentalista , pretendo passar anos com ela em carteira, assim sempre vou comprando aos poucos e acumulando ativo.

    • Midas

      Anderson, 10K não é muita coisa mas dá para começar, sem conseguir diversificar muito. Alias, por experiência própria, não diversifique muito com pouco capital. Compre no máximo 3 empresas e vá acompanhando o desenvolver desses papéis. Investir em ações é um aprendizado de caminho longo e muito estudo e persistência. Mas, tenho certeza que chegaras lá.

  • Lopes

    É realmente para quem dispõe de pouco dinheiro a coisa é muito, mais mutio mesmo, mais sacrificada do que pra quem é mais afortunado!
    Tenho uma opinião particular, pois já cumpri algumas etapas desde 2009: LEITUAS – aproximadamente 15 livros; estou pagando as Dívidas… Mas também ja fiz algumas operações no mercado RF e RV nesse meio tempo para aprender.

  • http://www.cdbdireto.com.br Valmir Duarte Costa

    Parabéns pelo texto !

    Hoje já é possível a qualquer investidor com valor minimo de R$ 200,00 conseguir taxas antes destinadas a grandes valores de aplicação .

    Recomendo aos leitores fazerem a sua comparação em nosso simulador acesse https://www.cdbdireto.com.br/Simulador.aspx e confira você mesmo !

    Abraços

    Valmir

    * Moderador: a indicação é propaganda de serviço externo. Prezado leitor, lembre-se disso antes de seguir a recomendação.

  • Lopes

    PODE PARECER ARRISCADO, MAS…

    INVESTIR SOMENTE E RENDA FIXA TESOURO DIRETO ATÉ CONSEGUIR UM MONTANTE DE 30.000,00 (TRINTA MIL REAIS). “POR OS OVOS SÓ EM TD”: ESTUDAR AS EMPRESAS BOAS PAGADORAS DIVIDENDO EM QUE SE QUER INVESTIR, MAIS SÓ ESTUDAR.

    DEPOIS, DE JUNTADO O MONTANTE DE 30K APLICAR TODO EM RENDA VARIAVEL ( DE 7 A 10 AÇÕES)- O VALOR APROXIMADO DE UM LOTE É 500 À 4000. FAÇA AS ESCONHAS DE ACORDO COM SEUS ESTUDOS E NÃO TENHA PREÇA, PODERAR FAZER AS COMPRAS EM ATÉ UM ANO.

    AGORA DEPOIS DE TER APLICADO OS 30K É SÓ IR BALANCEANDO A CARTEIRA, NOVOS APORTES EM TD E OS DIVIDENDOS TAMBEM EM TD.

  • Midas

    Grande Fábio!Compartilhamos da mesma forma de pensar. Parecia que estava lendo os conselhos que costumo passar. Já havia postado algo neste sentido no blog – Milionários mostram o caminho… – do dia 30 de agosto.

  • Lopes

    O por que da escolha acima ?

    1º Fundos não são uma boa opção para quem não dispõe de muito dinheiro para aplicar como ficou claro no post ( Imposto de Renda e Taxa de adm na ordem de 2% a 3% a.a) será o mesmo que corroer seus ganhos podendo ficar abaixo das aplicações feitas em TD.
    2º aplicar pouco dinheiro através de um corretora ( mesmo R$ 7 de corretagem + R$ 10 de Taxa de custódia) além de DOC e Emolumentos; Também corroiria seus possíveis ganhos.

    Por isso que minha primeira estratégia é não perder dinheiro e depois tentar ganhar com qualidade.

    O por que dos 30K ?

    Para diversificar minha carteira com 7 ou 10 Ações, menos que isso INVIÁVEL.
    Também, porque, retirando a Corretagem, DOC e Emolumentos dos custo sobraria a Taxa de Custódia R$ 120,00 reias por ano.

    (120/30000)-1 = 0,4% Ou seja Minha Carteira teria uma Taxa de 0,4% a.a

    QUE FUNDO ME COBRARIA UMA TAXA DE 0,4% a.a PARA APLICAR 30K, ISENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA DE 20K E AINDA ME PAGAR OS DIVIDENDOS.

    EU NÃO CONHEÇO ALGUEM CONHECE ?

    Descupe-me mais minhas explicações davam quase um post!

    • Midas

      Lopes, não entendi a inviabilidade em aplicar em menos de x ou y ações. É totalmente viável começar a aplicar em um único papél. Basta fazer uma boa escolha e temos excelentes opções na IBOVESPA. Conheço diversas estórias de sucesso de trades que investiram num único papél e se deram muito bem. A diversificação só existe para diluir possível prejuízo. Pense nisso.

      • Lopes

        Alocação de ativos diminui bastante o risco e aumenta o rendimento de uma carteira! Investir somente em uma ou três ação é mais arriscado do que em 7 ações. 7 ações bem escolhidas pode te trazer bem mais sucesso/alegria do que 3. Tambem sua carteira tem que ficar com uma taxa minima de custo acredito 0,5% é bom mais menos que isso é melhor. Se seus custo com TED/DOC; Corretagem; Emolumentos; Custódia somarem em UM ANO + – R$ 200 então sua Carteira será como um fundo que cobre uma TAXA de (200/30000) = 0,6% a.a . Quem fundo te cobra isso para aplicar 30k ?

        • Lopes

          Sem IR e Distribui os Dividendos

        • http://www.di-finance.blogspot.com.br dimarcinho

          Alocar pode diminuir o risco, mas não necessariamente vai aumentar o rendimento…

  • http://vidaruimdepobre.blogspot.com.br Pobretão de vida Ruim

    A minha opinião é a seguinte: O valor interessante pra começar a investir em termos de alocação forte de ação e FII é 30.000 a 40.000.

    Antes disso, aporte forte para juntar um bolo de grana mínimo.

    • Midas

      Pobretão, não estás considerando o aprendizado e treino que pode-se adquirir fazendo trades, ou comprando papéis de longo prazo. Uma coisa é montar uma carteira teórica e ir acompanhando ao longo de um tempo. Outra coisa, é colocar o teu dinheiro na bolsa e passar pelos sobe e desce, notícias, rumores e manter uma coerência de estratégia. É a mesma coisa do que pilotar em simulador, ou um avião de verdade, sujeito a variações de vento, clima, visibilidade… A prática é o melhor ensinamento.

      • Lopes

        Concordo com vc Midas, mas o investidor tem que ter ciência de que poderá estar “Perdendo Dinheiro” (perdendo e ganhando) um paradoxo! Perdendo dinheiro, mas ganhando CONHECIMENTO! Se OBJETIVO é o conhecimento, beleza! Quem não gastaria até R$ 2000 reais ou mais para obter conhecimento!? Acredito que todos nós.

        Exemplo: Investir R$ 300 reais em BOVA11 todo mês. O uso do BOVA é porque é muito difícil encontrar uma boa empresa a R$ 3 reais a cotação o Lote sairia a R$ 300. Vc com R$ 300 já vai APRENDER a usar o fracionário comprando BOVA11.
        Aaos cálculos:
        Como o objetivo é aprender vamos usar um corretora que não seja de banco.
        *DOC R$13,50
        *Corretagem R$5,00
        Emolum + Tx de Neg: 0,0345%
        Custódia: R$ 10,00

        O CUSTO com DOC + Corretagem + Custódia = R$ 28,50 representa 9,5% do que Nosso Aprediz Dispõe. (28,5/300). Restam R$ 271,50 reias. Emolum + Tx de Neg da aprox. R$ 0,09 (271,50 * 0,000345)
        Como nosso aprediz é um cara de muita sorte ele compra 5 ações do Bova11 a 54,28 que da R$271,38 + R$ 0,09 a Bovespa sobraram R$ 0,01. É ou não é de sorte nosso aprediz !? kkk kkkk kkk
        Mas como nosso aprendiz tem muito mais do que sorte ele repete o feito por 11 meses; comprando 5 ações por R$ 54,28 cada. Cumprindo sua bela missão de compra 5 BOVA11 por mês usando R$300 todo mês.
        Ao final de um ano ele arcou um custo de (28,59 * 12 = R$ 343,08) e agora tem 60 ações BOVA11 (SEIS lotes de BOVA huhauuu…)
        vamos ver quanto nosso “aprediz de sorte” tem que ganhar para APRENDER COM O MERCADO E NÃO PERDER NADA.
        O cara gente tem sorte mesmo, pasmem! passou toda crise comprando barato a R$ 54,28 e no 13 mês nosso ìndice BOVESPA se recupera e bate 70.000 pontos então ele decide vender suas ações, POIS a sorte está grande e não quer perdê-la. 60 Bova a R$ 70 reais. Nada mal!!! um ganho bruto de (70/54,28)- 1 = 28,96% em um ano.
        Como nosso aprendiz vendeu suas ações tem que pagar 15% de IR ao leão. Preço Médio 54,28. Logo, 70 – 54,28 = 15,72 (15,72 * 0,15 = 2,36) terá que pagar por cada Ação Bova R$ 2,36 reais de Imposto de Renda,pois o Bova é um Fundo de Ação. (2,36 * 60 Bova)= R$ 141,60.
        Vejamos se nosso INICIANTE realmente aprendeu .
        Na venda de suas ações ele teve um Custo:
        Custo de venda: (Corretagem R$5,00 + R$ 1,45 a bovespa + R$ 141,60 de IR) = R$ 148,05
        Agora vamos excluir todos os custo de VENDA Obtendo o valor Liquido do negócio:
        Antes nosso investidor tinha 60 ações a 54,28 = R$ 3256,80 as vendeu por R$ 70 cada = R$ 4200. Vamos retirar R$ 148,05 que são os custo de venda: (R$ 4200 – R$ 148,05) = 4051,95 Líquido estou considerando que a Corretora devolverá o dinheiro sem cobrar nada mais por isso livre de DOC. {(4051,95/R$ 3256,80)-1} 24,41% a.a se considerarmos o IGP-M 9%
        teremos uma Taxa Real 14,14% a.a. Vai ter sorte assim no …piiiiiii.

        • LOPES

          Midas, uma correção nos meus calculos:
          Compra: (R$300/5 ações)= R$ 60 reais. Ou seja, para adquirir cada uma das ações nosso iniciante teria pago por delas R$ 60 reias. É como se a cotação para ele fosse R$60 e não R$ 54,28 pois há custos envolvidos. Certo?
          Já na venda acontece o contrário é como se vendece mais barato.
          Venda: (70 * 60 ações)= R$ 4200,00 vamos retirar desse valor R$ 5 reias de Corretagem + R$ 1,45 deEmolumento/Tx de Neg pagos a Bovespa, Certo ?
          Valor Líquido Disponivel na conta da corretora R$ 4193,55.

          Agora vamos pagar o Leão e Dividir por 60 que é o total de ações.
          Pagando os 15% de IR nos sobram (R$ 4193,55 – R$ 141,60) = R$ 4051,95 Líquidos de Todos os custos e Impóstos.OK!

          Vamos dividir esse valor pelo numero de ações para sabermos quanto o Iniciante vendeu-as livre dos custos e Impóstos.
          (R$ 4051,95 / 60 ) = R$ 67,53
          Ou seja,as comprou por R$ 60 cada e as vendeu livre de todos os custos e Impóstos por R$ 67,53 . Ok!

          Assim sendo {( R$ 67,53 / R$ 60 )- 1} = Taxa de 12,55% a.a Líquida. Se considerarmos um taxa média do IGP-M 9% a.a Nosso Investidor Iniciante “Sortudo” diga-se de passagem! teria uma Taxa Real de 3,256% a.a acima da Inflação.

          • LOPES

            Veja Midas, que esse exemplo hipotético é quase impossível de acontecer na realidade. Por quê ?

            Porque em um ano não se compraria ação BOVA11 sempre pelo mesmo preço e olha que fui rasoável na estimativa R$ 54,28 e tambem nosso Índice Bovespa não subiria em um único mês 28,96% (de 54,28 a 70 ) é como se a cada pegão 22 dias do mês o índice subisse 11,63% a.d.

            O que quero dizer com isso ?
            Que um trabalhador que ganhe R$ 2000,00 reias por mês mesmo decidindo investir 15% ou 20% de seu salário (2000 * 0,15) = R$ 300 ou (2000 * 0,2) = R$ 400 por mês investindo na bolsa. É mais provável que ganhe experiência – CONHECIMENTO – do que dinheiro.

          • Midas

            Lopes, calculeiras a parte, não é tão difícil assim ganhar dinheiro com ações. Selecionando-se bons papéis(Análise Fundamentalista) e comprando-os em bom momento(Análise Técnica), não tem como dar errado. E depois, já existem tantas boas análises das boas empresas(em sites e revistas especializadas), que é só usar o bom senso.
            Além disso, esse mercado não é eternamente um ganha/ganha, tem que aprender a perder também. Mas, continuando, existem algumas dezenas de excelentes ações que podem ser compradas(principalmente quando estão descontadas) e que com toda certeza vão subir em determinado momento, produzindo excelentes lucros. Como comentei anteriormente, existem centenas de casos de sucesso aplicando na bolsa. É só não realizar prejuízo em momentos de turbulência do mercado(nervos de aço), que teremos muito lucro ao longo do tempo. Abraço.

  • Tiago Rincaweski

    Olha,

    Depois de ler o post e também os comentários, cheguei a seguinte questão:

    Eu sempre gostei de economia e acompanho sempre que posso. Ultimamente tenho me aprofundando mais, fiz alguns cursos, li alguns livros ( atualmente estou lendo O investidor inteligente) e ao longo desse caminho o que tenho aprendido e penso em levar a sério, são as analises fundamentalistas e algo muito próximo ao estilo Buffet.

    Claro que sou inexperiente, nunca entrei pra valer no mercado, mas o que tenho aprendido, principalmente com exemplos do próprio Buffet, é que é um erro diversificar, pois uma vez que você estudou suficientemente um ativo e sabe que é a melhor escolha não há porque investir dinheiro em outras coisas.

    Entretanto vejo o tempo inteiro em vários blogs essa insistência em diversificar, inclusive por pessoas que dizem usar análise fundamentalista.

    Minha pergunta é ? Diversificar ou não ?

    O estilo Buffet em algum ponto é falho ?

    • Lopes

      Voce ja deu uma olhada na carteira do Oráculo de Omaha, Warren Buffet .

      Wells Fargo (WFC) – 22%
      Johnson & Johnson (JNJ) – 17%
      Procter & Gamble (PG) – 14%
      Kraft (KFT) – 12%
      Walmart (WMT) – 12%
      US Bancorp (USB) – 10%
      GE (GE) – 7%
      UPS (UPS) – 4%
      Exxon Mobil (XOM) – 2%
      Ingersoll-Rand (IR) – 1%

      Essa é a carteira pessoal do Oráculo. (não confundir com as posições detidas pela empresa que criou, a Berkshire Hathaway)
      Fonte: Blog baraoazul

      • https://plus.google.com/104865276056769328702 Eduardo Tenorio

        Mas Buffett tem dezenas de bilhões de doláres de fortuna pessoal (ok, nem tanto já que ele doou uma grande parte).
        Será que nos anos 60 ele diversificava tanto assim? Acredito que não. Quem tem pouco dinheiro e está sempre se preparando, tem que diversificar o menos possível mesmo.

  • BARNARD

    Fábio, ótimas dicas para o investidor iniciante c/ poucos recursos. Uma grande dificuldade é a impossibilidade de menores de idade, crianças inclusive, a terem uma carteira de investimentos em seus nomes, claro sob a responsabilidade e supervisão de um responsável adulto. Se é prá começar cedo a constituir um patrimônio ao longo da vida porque não estruturar carteiras de investimentos para filhos, sobrinhos, netos, etc… Pelo que sei apenas a caderneta de poupança permite abrir conta em nome de menores de idade.

  • Anderson Albert

    10 mil não é muito, mas creio que seria um bom capital para iniciar. Não sou fã de diversificar em 5, 7 empresas, sou “Buffetologista”. Com 10 mil creio que 2 empresas de excelentes fundamentos seja um bom início. Com pouca diversificação pode-se acumular mais ativo alocando mais recursos (essa é minha intenção), a partir daí é administrar a carteira sempre reinvestindo os dividendos e se possível alugando as ações. No caso da minha estratégia, creio uma empresa boa pagadora de dividendos e um outra Small Caps seria um bom começo, mas essa minha estratégia ainda está em estudo.

    • Midas

      Aparentemente, parece ser boa estratégia. Sem falar que trablhar inicialmente com 2 papéis, facilitam o controle. Até ia sugerir que comprasse alguma small caps, já que chegaste nesta conclusão, vai firme, não tenha medo de colocar sua estratégia em ação. Operando, vais enfrentar as oscilações naturais desse ocenano, que é o mercado de ações. È só não ferir a máxima regra, acontença o que acontecer: compre na baixa e venda na alta (para isso existe a Análise Técnica). E compre ações de boas empresas. Não tem como dar errado.
      Operar no mercado, vai testar o seu estado psicológico(fator de grande influência nos movimentos do mercado).

  • Leleco

    Boa tarde Fabio
    Estive lendo que o BB vai lançar um FII, gosto da governança corporativa do BB, acho que é uma boa opção de investimento e você o que acha?
    http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/noticias/bb-lanca-fundo-que-abre-investimento-em-imoveis-do-banco

  • http://histriaeconmicacontempornea.blogspot.com César

    Tenho Mestrado em Economia e fico preocupado com o número de pessoas sem formação nessa área a ficar dando palpites sem o embasamento teórico necessário.O estudo da Macroeconomia é fundamental, além de Econometria e Álgebra Linear, e o que eu vejo no máximo é um conhecimento regular na matéria MERCADO DE CAPITAIS, que geralmente tem a duração de 6 meses em qualquer Faculdade de Economia.Fica aqui um importante aviso para os leigos em Economia para não irem atrás de qualquer um.Quem entende de Economia é ECONOMISTA.

    • Fábio Portela

      César, me diga em que você acrescentaria, com sua formação, ao meu texto: como você poderia ajudar um pequeno investidor que não tem muitos recursos a investir bem com o pouco que resta de suas economias? Ou você vai ficar só se autoidolatrando por aqui? Vamos lá, contribua com sua iluminação para nós, os leigos! Não desmereço sua educação, mas eu também tenho minhas fontes de conhecimento. E já vi muitos excelentes economistas fazerem besteira com suas finanças pessoais… conhecimento acadêmico nessa área não é garantia alguma de sucesso.

  • Midas

    César, com todo respeito a sua formação, mas conhecimentos profundos em Economia acrescentam pouco ao Mercado de Capitais, que trata-se de área técnica, onde o que pesa são conheciementos de Análise Técnica, Análise Fundamentalista e muito auto-controle emocional(Psicologia do trader).
    Com toda certeza que uma boa análise macro e micro econômicos ajudam bastante a traçar cenários,mas existem outros fatores que influenciam os humores do mercado, que não estritamente econômicos.

  • Jairo

    É isso aí Fábio.

  • http://ganhardinheironainternet-br.com ganhar dinheiro na internet

    ótimo post!

    Outro dia vi uma reportagem no jornal gazeta mercantil dizendo que é possível se ficar milhonário investindo 500 reais por mes.

    Depois descobri que isso é possível por causa dos juros compostos.

    Você endoça nesse tipo de investimento?