Sobre Fabio Almeida

Fábio Portela é investidor desde 2006 e disponibiliza neste site seus conhecimentos adquiridos ao longo do tempo, seja com sua experiência, seja por meio das leituras que fez ao longo dos anos. O autor é mestre em Direito Constitucional e em Filosofia pela UnB, e atualmente cursa doutorado em Direito Constitucional na mesma instituição.

  • Oscar

    Realmente um absurdo! Para um jovem que quer ter sua casa própria é quase impossível!

    • Mateus

      Cara, desencana desse negocio de casa própria… ainda mais se vc ainda é jovem, aproveite para morar em um lugar menor, alugado bem baratinho enquanto vc economiza dinheiro, Jovens tem que se preocupar em adquirir coisas que lhe traga renda, invista em ações, tesouro direto, guarde dinheiro para abrir o próprio negocio, não importa, oque importa é diminuir o consumo, pq as coisas aqui são muito caras, se tiver realmente uma bolha imobiliária, quando ela estourar vc vai ter dinheiro pra comprar oque vc quiser, caso não estoure, planeje a compra do seu imovel quando tiver mais velho, vc nem vai ver comprar, pq terá uma renda bem maior da que tem hoje….

  • Lopes

    Além da aparência, a qualidade da construção é bem superior no exterior.

    Lá, por exemplo, as torneiras não pingam. Como os brasileiros são ricos, podem arcar com a conta de água.

  • Douglas

    Se a gente comparar os valores que os brasileiros pagam por seus carros com os que americanos, mexicanos, chilenos e até argentinos (em crise) pagam, Fábio, é que veremos como o Brasil é o país mais rico do mundo. Ou pelo menos tem consumidores mais bobocas, como sugeriu a Forbes outro dia.

    • André

      Falando em Carros:

      Saiu uma matéria a respeito dos preços de lançamento de novos modelos de Range Rover no Brasil:

      http://www.infomoney.com.br/minhas-financas/carros/noticia/3030299/novo-range-rover-sport-chega-mercado-brasileiro-custando-partir-377

      E esse foi meu comentário na página da notícia:

      O Preço desses mesmos modelos nos Estados Unidos

      http://rules.config.landrover.com/jdxl/en_us/l494/

      Só pra se ter uma idéia, o primeiro modelo, Range Rover Sport 3.0 SDV6 SE aqui sendo lançado por R$377.500 e lá por U$$63.495. Convertendo para Reais = R$139.765,19. Mesmo se considerarmos a disparada recente que tivemos do dólar, equivale a R$237.734,81 a mais (2,70 vezes mais, quase 3 vezes.) Ou seja, dá pra comprar 2 Range Rovers de mesmo modelo e um terceiro carro de quase 100 mil (R$97.969,62). ou ainda comprar o carro e com o restante (R$237.734,81) um apartamento modesto.

      Enquanto nós continuarmos a aceitar carros sendo vendidos no Brasil por esses valores, Playstation sendo vendidos por 4 mil e demais abusos, enquanto não nos educarmos financeiramente e começarmos a boicotar os produtos em função de altos impostos e altas margens de lucro, nada mudará.

    • Cleo

      Exatamente vivo na Holanda luto e trabalho como cidadão normal dois litros de leite aqui custa 0.50€ pao integral 0.65 € o nosso café e mais barato aqui outras coisas tipo perfumes produtos de higiene nem se compara uma pessoa com salário mínimo aqui tem vida digna……..revolta vergonha e tudo que sinto do Brasil e destes políticos bandidos

  • Raul

    800 mil em uma casinha em Diadema é osso em kkkkkk

    • Eduardo Tenório

      Burrice total mesmo. E o pior é que a massa pula de olhos fechados e sem paraquedas.

  • fox

    Parte é em Harvard ou no MIT?

    • Fábio Almeida

      Harvard Law School.

  • Marco Aurélio

    Fábio, eu já morei em Brasília (de 2008 a 2012) e toda as vezes que minha empresa me mandava para o exterior (EUA e Canadá) eu fazia essas comparações! Gosto muito do seu site. Parabéns!

  • Gouveia

    O problema é que nunca sabemos qual é o valor real pois a formação de seu preço é totalmente subjetiva, bem como a sua negociação, a casa pode estar a venda por 800 mil mas durante a negociação o proprietário pode abaixar bem o valor.

  • Mario

    Algumas coisas são diferentes no Brasil: por exemplo as férias e folgas no poder judiciário devem ser as maiores no mundo. Não quer dizer que sejamos ricos, muito antes pelo contrário…

  • http://www.ricodinheiro.com.br/ Kleber Rebouças

    Realmente a comparação assusta!

    http://www.ricodinheiro.com.br

  • Luiz

    Existe uma grande diferença entre imóveis E o resto de produtos caros – videogames, veículos e vinho.

    Ninguém compra um playstation por 4 mil pensando em especular vendendo por 8 mil
    Mesmo os automóveis ao sair da concessionária perdem de 20% a 50% do valor no mesmo ano.

    O MAIS absurdo disso tudo é que estamos falando de imóveis usados que precisam de reforma e mesmo os novos são vendidos no contrapiso, na maioria das vezes adquirido com o intuito de se vender por preço maior, para um trouxa maior. Essa diferença configura a especulação tipo BOLHA.

  • anonimo

    Isso se chama bolha imobiliaria!! Igual ou pior a crise dos EUA.

  • marcos

    Eu realmente vi algumas comparações deste tipo recentemente, mas eu não acredito que elas configurem uma bolha imobiliária isoladamente. Se considerarmos que o real está artificialmente supervalorizado, então esta comparação também terá um viés. Se considerarmos que o Brasil não atravessou uma crise nos últimos anos, enquanto EUA e EU atravessaram, teremos outro viés. Se considerarmos a expansão do crédito imobiliário brasileiro, teremos outro viés… enfim, são inúmeras as variáveis que impactam nesta análise (não uma coisa simples de comparar o preço de A com B) e, infelizmente, a única coisa que realmente comprova uma bolha é o seu estouro. Caso contrário trata-se apenas de uma flutuação do preço de bens sobre seu valor. Adicionalmente, e para concluir, o preço de tudo no Brasil é mais caro do que no exterior… e mesmo assim ninguém comenta a bolha automobilística, bolha eletrônica, bolha de perfumes, bolha de impostos…………

    • Fábio Almeida

      É que a gente é mega rico… consegue pagar mais caro em tudo e acha normal!!

    • Pedro Benevides

      Eu acho incrível como o argumento de vocês simplesmente não muda. Os dados são esfregados na cara de vocês todos os dias e mesmo assim insistem nestas baboseiras de bolha de carro, de videogame, de leite…

      Pra começar, bolha é fenômeno que ocorre com ATIVOS. As pessoas não compram carro pra revender com lucro, muito menos videogames e leite. Com imóveis tá todo mundo fazendo isso… Por favor, virem um pouco o disco, pq já tá ficando chato responder esse mimimi do mercado.

      Continuando, a comparação não se dá apenas com EUA. Se dá com diversos países, veja, por exemplo, a Suécia, país com carga tributária bem maior que a nossa. Ou veja a Inglaterra, país que passa por bolha imobiliária. Ou que tal a Alemanha? Está tudo lá no “estamosricos”…
      Pra finalizar, mais um papo furado da galera imobiliária é a de que “só dá pra saber se tem bolha quando ela estoura”. Mentira deslavada, a bolha americana foi prevista por diversos economistas, inclusive dois deles já falaram da bolha brasileira: Robert Shiller e Noriel Roubini.

    • Monika

      É, o Marcos tem razão… O real provavelmente está supervalorizado, entre outras coisas. São várias forças agindo e que resultam nesses valores absurdos…

  • Samuel Souza

    Só para apimentar um pouco, vale lembrar que imóveis de luxo lá fora
    (sim, esses são imóveis CAROS para os padrões no exterior) são vendidos
    com cozinha equipada (fogão, forno, geladeira, triturador, coifa, etc
    todos novos), calafetação, às vezes ar-condicionado, e NADA POR FAZER.
    Ou seja, é entrar e morar. Aqui, se for nessa condição, é mais caro
    ainda. O normal aqui é pagar caro e ainda ter um monte de reforma por
    fazer (muitas vezes escondida pelo vendedor).

    Do jeito como está a coisa, quem puder ir viver no exterior (quem já tem renda ou aposentadoria, etc…),
    é melhor vender o bolhudo aqui, comprar algo decente lá fora e ir viver
    sem violência banalizada na porta de casa, buracos na rua, pichação,
    poluição, etc, que também são coisas muito comuns de virem ‘de brinde’
    com os imóveis daqui.

    Vamos ver como serão as coisas pós-2014…

  • Thais

    Oi, boa noite. Comprei um apartamento na cidade de Maringá, há menos de um ano. E terei que mudar de cidade. Posso vender o apartamento? Só posso vender no dinheiro -dessa forma posso quitar o financiamento? Ou ele pode ser refinanciado pelo novo comprador? Obrigada desde já.

  • Emílio Nário

    Bolha imobiliária é papo de gente que não pesquisa. Há muitos imóveis com preços baixos, só é preciso procurar e não entrar na onda da especulação. A alta não é generalizada, está concentrada no centro de São Paulo e demais capitais. Quem estiver disposto a morar em cidades menores vai viver bem melhor e pagar bem menos.

    • Fábio Almeida

      E você acha que os preços caíram em TODOS os Estados e em todas as cidades dos EUA? Evidentemente, cada local tem sua realidade, mas isso não muda o fato de que, generalizadamente, estamos vivendo uma situação de bolha. Aliás, até em cidades menores temos visto que os preços têm disparado.